Política

Em Brasília, Hospital Amaral Carvalho visita parlamentares e pede apoio para a instituição

Em Brasília, Hospital Amaral Carvalho visita parlamentares e pede apoio para a instituição

 

 

 

Reconhecido como referência nacional no tratamento de câncer, o Hospital Amaral Carvalho (HAC) esteve em Brasília, com um grupo de 40 voluntários, para uma visita aos parlamentares. O objetivo é apresentar as atuais estruturas da instituição e suas principais necessidades.

 

O deputado federal Lobbe Neto, do PSDB paulista, esteve com os participantes e ressaltou a importância do hospital e, como sempre fez, demonstrou apoio para o trabalho que é realizado. “É um dos principais hospitais de oncologia que temos no interior do Estado de São Paulo e vários estados enviam os seus pacientes para lá e nós mesmos trabalhamos e colaboramos com o Hospital Amaral Carvalho, enviando emendas parlamentares”, contou o tucano.

 

Atualmente, o HAC atende 5.668 pacientes que vêm, principalmente, do interior de São Paulo e outras cidades do país. Já o corpo de voluntários conta com 5 mil pessoas, sendo separados em 105 grupos diferentes para atuar em 350 municípios do estado paulista.

 

Lobbe ainda reiterou o compromisso dos voluntários. “São pessoas que trabalham com muita dedicação. As voluntárias que estão na casa de apoio, assistindo aos pacientes que vão para lá, dedicam-se com muito amor e carinho”, contou.

 

José Eduardo Nadalet é o coordenador dos voluntários no estado de São Paulo. Ele explica como o hospital sobrevive financeiramente. A capacidade média de atendimento do HAC é de 70 mil pacientes por ano, com um custo médio de R$ 221 milhões. “O hospital sobrevive pelo próprio serviço que presta ao SUS, aos convênios e também ao particular e também de doações. Tanto dos governos federal e estadual, como também do telemarketing do hospital, que entram em contato com as residências das pessoas solicitando ajuda”, explicou.

 

Existe mais de 25 mil casas de apoio do Hospital Amaral Carvalho. A instituição faz todos os procedimentos oncológicos e é considerada a maior transplantadora de medula óssea do Brasil. O doutor Antonio Luís Cesarino de Moraes Navarro é diretor da Fundação do hospital. Ele destacou como o trabalho é referência no mundo inteiro. “É um centro muito importante de transplante de medula óssea. É praticamente 40% dos transplantes que são feitos no Brasil e, por isso, sendo registrado como o que mais faz transplante de medula óssea no hemisfério Sul, fazendo com muita qualidade”, afirmou.

 

Maria Tereza Arreda, moradora de Jaú (SP), é voluntária desde 1994. No grupo de Transplante de Medula Óssea, ela conta como acolhe os pacientes há mais de 20 anos. “Acho muito gratificante você poder tirar um pouco daquele sufoco do paciente. E cada um de nós tem uma função. Sou do TMO (Transplante de Medula Óssea). Acolho os pacientes que fazem transplante de medula. Acho muito importante esse acolhimento porque eles [os pacientes] se sentem lá embaixo e a gente tenta levar eles para cima”, disse.

 

O Hospital Amaral Carvalho presta serviço de saúde no país há 102 anos.  A estrutura conta com mais de 250 leitos e equipamentos de alta tecnologia. A equipe de saúde é composta por médicos e especialistas em educação, enfermagem, nutrição, fisioterapia, odontologia, pedagogia, psicologia, terapia ocupacional e assistência social.

 

(Reportagem: Luana Patriolino e Fotos: Paulo Melo/Imprensa Lobbe)

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

2

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

3

Ganhadores do Oscar nas principais categorias

4

Projeto Empreender realiza I Mega Bazar Itinerante

5

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira