Cultura

Cantinho Fraterno será entidade beneficiada com vendas do livro Para Pensar, Para Saber

Cantinho Fraterno será entidade beneficiada com vendas do livro Para Pensar, Para Saber

 

Lançamento acontece no próximo dia 7, no Teatro Municipal de São Carlos. Evento é aberto ao público.

 

Todos estão convidados a participar do lançamento do projeto Para Pensar, Para Saber, idealizado e organizado por Nino Carneiro, que acontece no próximo dia 7, a partir das 16 horas, no Teatro Municipal de São Carlos. Parte da renda arrecadada com as vendas dos exemplares será doada para o Cantinho Fraterno Dona Maria Jacinta, que atende a pessoas idosas da cidade.

Por isso que o idealizador e organizador chama de projeto o livro Para Pensar, Para Saber, pois além de trazer um conteúdo que contempla informações e pensamentos que podem contribuir para ampliar o conhecimento das pessoas sobre expressões diárias, lugares famosos, movimentos sociais, pratos típicos, grandes invenções, profissões entre outros assuntos, tem também a proposta de auxiliar, através da renda arrecadada com a venda do livro, a manutenção do Cantinho Fraterno.

 

O livro

O livro Para Pensar, para Saber teve início em 2011 quando, por questões de saúde, Nino Carneiro afastou-se do trabalho por seis meses e, para ocupar o tempo livre aproveitou a oportunidade de conhecer mais sobre vários assuntos como pessoas, culturas, datas, países, expressões e pensadores. Ao final desse período, o volume e o conteúdo levantados tornaram-se expressivos e o material potencialmente relevante para ser divididos com outras pessoas.

Nino Carneiro afirma que o livro foi pensado, principalmente, para o entretenimento de pessoas idosas e também àquelas que cuidam delas, mas o conhecimento contido na publicação é indicado para todas as idades.

 

Organizador

Nino Carneiro é administrador de empresas, nascido em Resende, região do Douro em Portugal que está no Brasil há quarenta anos. Veio para São Paulo para fazer faculdade, já que, à época, nas universidades portuguesas ele não teria oportunidade de cursar o Ensino Superior por não ter condições financeiras. Na capital paulista, trabalhou em banco, foi proprietário de uma pizzaria e, em São Carlos, realizou alguns negócios com vendas e, há mais de dez anos é o gerente comercial da Fazenda Agrindus.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

2

Ganhadores do Oscar nas principais categorias

3

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

4

Projeto Empreender realiza I Mega Bazar Itinerante

5

Dupla é presa ao transportar 733 tijolos de maconha em Boituva