Política

Câmara não votará projetos da Prefeitura sem reabertura de UPA do Cidade Aracy

A reunião aconteceu na tarde desta terça-feira no gabinete da presidência da Câmara. (Foto: Câmara Municipal)

 

Folha SCR

O presidente da Câmara Municipal de São Carlos, Júlio Cesar, disse nesta terça-feira (26) que o Legislativo não vai mais votar projetos de interesse da Prefeitura enquanto  município não reabrir a Unidade Pronto de Atendimento (UPA) do bairro Cidade Aracy. A reunião, que foi tumultuada e com troca de ofensas, aconteceu após a sessão, no gabinete da presidência, com a presença dos secretários Edson Fermiano (Governo), Caco Colenci (Saúde), Helena Antunes (Administração e Gestão Pessoal), o chefe da Procuradoria Geral, Ademir Souza e Silva e vereadores.

 

“Não cabe mais desculpa para população nem para Câmara. Nós precisamos de solução para os problemas. Essa Casa entende que a população não aguenta mais, os vereadores são cobrados a todo o momento. Então a Câmara Municipal decidiu que os processos de interesses da Prefeitura Municipal, como suplementação, aumento de imposto, seja o que for em orçamento, nós vereadores não vamos votar enquanto não reabrir a UPA do Cidade Aracy”, declarouJúlio Cesar, nervoso,após o término da reunião. O prefeito Airton Garcia (PSB), por sua vez, foi convocado para participar da reunião, mas não pôde aparecer por causa da agenda. A UPA do Cidade Aracy- sala de estabilização- foi fechada no dia 31 de março por falta de médicos.

 

Nesta terça-feira no período da manhã, a Câmara já tinha sediado uma reunião com os secretários de Saúde e Administração e Gestão Pessoal. A reunião foi convocada pela Câmara em caráter de emergencial, solicitando aos secretários municipais explicarem sobre os contratos de médicos que prestam serviços na UPA da Vila Prado, no qual os contratos terminaram e não foram renovados pela administração municipal, abrindo espaço para um possível fechamento da UPA nos finais de semana ou diminuição de atendimento por falta de médicos.

 

O diretor da UPAs, Marcos Palermo, informou no plenário da Casa que no último domingo a UPA da Vila Prado só tinha um médico de plantão e caracterizou a situação como desumana e caótica. “Nossa demanda aumentou bastante, estamos atendendo de 600 a 650 pessoas por dia. Se não tomarmos uma atitude emergencial podemos fechar a UPA nos finais de semana”, explicou.

 

O presidente da Comissão de Saúde, vereador Lucão Fernandes (PMDB), lembrou que a Prefeitura teve a oportunidade de assinar em março um Termo de Ajustamento de Conduta (TAC) com aval do Ministério Público para contratar médicos, como medida emergencial e temporária, por Recibo de Pagamento Autônomo (RPA), mas ignorou a oportunidade. A reunião terminou sem um desfecho concreto.

 

Na segunda reunião que aconteceu por volta das 17h30, sem uma sugestão da Prefeitura para evitar o fechamento da UPA da Vila Prado e a reabertura das outras unidades, a Câmara deu o aviso final. Os 21 vereadores concordaram em votar somente projetos de interesse da população, instituição filantrópicas, creches e asilos. A reunião foi tumultuada e com troca de ofensas. O vereador Paraná Filho e o chefe da Procuradoria Geral, Ademir Souza e Silva se desentenderam durante a reunião.

O secretário de Governo, Edson Fermiano, amenizou ameaça da Câmara e disse que a Prefeitura vai buscar soluções para a rede de saúde.  “O governo do Airton é uma administração da cidade. Divergência entre Câmara e Prefeitura é normal. Quando o projeto for bom, jamais eles (vereadores) vão deixar de votar. Vamos procurar resolver essa solução o mais breve possível. Temos que contar com apoio dos vereadores porque sem eles chegamos em lugar nenhum”.

 

 

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

2

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

3

Ganhadores do Oscar nas principais categorias

4

Projeto Empreender realiza I Mega Bazar Itinerante

5

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira