Cultura

The Walking Dead S09E01: O início do fim?

Adoro Cinema

 

A guerra contra Negan enfim acabou, mas agora o que aguarda os personagens remanescentes de The Walking Dead é muito mais que um embate físico; o confronto ideológico se fortificou com o fim da oitava temporada e, em seu nono ano, a série pretende encarar tais diferenças de frente. Além disso, o atual momento da produção encara um período de atualização e de expectativa com a saída de Andrew Lincoln, contando ainda com uma nova abertura que apresenta vários elementos já vistos nas temporadas anteriores.

 

O salto temporal entre o oitano e o novo ano, diferente do que houve após a sétima temporada, foi realmente evidente e mais espaçado. Não é dito exatamente quanto tempo se passou entre a última season finale até aqui, mas já é possível vermos o filho de Maggie e Glenn engatinhando. Portanto, aproximadamente um ano e meio se passou desde a polêmica escolha de Rick ao poupar o vilão Negan, criando, assim, uma divergência intensa – especialmente entre Maggie e Daryl.

 

"As coisas não podem ficar assim". Tais palavras são ditas no fim da oitava temporada e, ao que A New Beginning indica, fica claro que nada se manterá igual por muito tempo. No decorrer do episódio vemos como os grupos de Hilltop e Alexandria estão vivendo em uma época "pós-Negan", mas também já são inseridos indícios do que pode acontecer futuramente.

 

A relação entre Rick, Michonne, Daryl, Carol e Maggie parece ser pacífica no início do episódio, mas há um certo "climão" no ar, como se apenas uma palavra dita fora de hora pode ter a capacidade de mudar o rumo das coisas e desestabilizar a paz. 

 

Essa sensação de parecer que todos estão pisando em ovos (por mais que tenham se reestabelecido como sociedade neste tempo que se passou) fica evidente nas cenas em que Rick tem de lidar com Maggie. Esta, por sua vez, está cada vez mais confiante e séria, principalmente pelo fato de estar tomando conta de Hilltop, enquanto Rick e Michonne vivem em Alexandria e Daryl segue como o líder do Santuário.

 

No geral, o episódio 9.01 seguiu sua estrutura regular, mesclando momentos de tensão com os zumbis e com o drama entre os humanos. O tom de despedida de Rick já se mostra presente desde a primeira cena em que aparece, com Michonne e sua filha Judith. Seu fim, no entanto, continua sendo uma interrogação: ele morrerá ou simplesmente seguirá um caminho diferente, longe de todos?

 

Alguns momentos mais leves permearam o episódio, especialmente com a resolução do relacionamento de Carol com Ezekiel, assim como com a dinâmica de Rick e Michonne – cada vez mais confortáveis um com o outro. 

 

Como era de se esperar, A New Beginning também incluiu momentos fortes com direito a duas mortes, sendo a mais marcante a de Gregory, que sempre se opôs a Maggie e não possuía mais nenhum objetivo na série a não ser prejudicá-la. Hilltop foi o palco de uma das cenas mais chocantes (e aguardadas?) de The Walking Dead neste último ano, com Gregory finalmente sendo punido por mais uma atitude covarde devido à sua sede de poder. 

 

Com a futura saída de Rick dentre os protagonistas, é Maggie quem aparenta estar tomando as rédeas do grupo (e, possivelmente, da série também). Sua personalidade segue ainda mais forte, assim como o espírito de vingança pela morte de Glenn que continua movendo a personagem. Se The Walking Dead optar por seguir este caminho de desenvolver ainda mais a força de Maggie (e de mulheres como Carol e Michonne, sempre presentes), sem dúvidas teremos bons resultados apesar da lacuna que Rick deixará.

 

A New Beginning transparece uma vontade da série avançar, seja na linha temporal ou no desenvolvimento e ações de personagens. A ausência de Negan, que está preso, provavelmente ganhará mais atenção no decorrer da temporada tendo em vista a vontade de Maggie e Daryl de obter justiça.

 

Com a futura chegada dos Sussuradores neste ano, The Walking Dead estreia uma nova fase com a intenção de fechar ciclos e dar um tom tão sóbrio quanto o que vimos enquanto existia a guerra contra Negan e os Salvadores. Sim, os tempos são outros, mas ainda é preciso ter muita atenção com a forma de lidar com o que restou.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos