Economia

Abertura de MEIs no primeiro semestre é 38% maior que em 2015, revela Serasa

 

 

Número de novos microempreendedores individuais chegou a 1.033.017 milhão nos primeiros seis meses deste ano. No mesmo período de 2015, surgiram 748.371 MEIs no país

 

Em comemoração ao Dia do Empreendedor, celebrado amanhã, dia 05 de outubro, a Serasa fez um estudo especial para mostrar a evolução do nascimento de Microempreendedores Individuais (MEIs) desde 2015. Os resultados mostraram que essa atividade no país cresceu significativamente: 38% considerando o primeiro semestre de 2018 x mesmo período de 2015.

 

Segundo o levantamento, 1.033.017 milhão de MEIs surgiram no acumulado de janeiro a junho deste ano. No mesmo período de 2015, sugiram 748.371 microempreendedores individuais. Na comparação com o primeiro semestre de 2017 (902.290), o registro de MEIs na primeira metade deste ano subiu 14,5%. Veja abaixo a evolução:

Na avaliação dos economistas da Serasa Experian, o claro avanço na formalização de MEIs ao longo do primeiro semestre entre 2015 e 2018 reflete a necessidade do brasileiro na geração de novas fontes de renda e comportamento ativo no mercado como formas de driblar a crise político-econômica, que perdurou nos últimos três anos no país, trazendo desemprego recorde, alta na inflação e perda de confiança.

 

“Diante deste cenário, os resultados mostram que o fenômeno do ‘empreendedorismo por necessidade’ tem ganhado cada vez mais relevância, por isso, é importante que o MEI busque alternativas e capacitação para que o pequeno negócio alcance o crescimento sustentável”, diz o vice-presidente de Micro, Pequenas e Médias Empresas da Serasa Experian, Victor Loyola.

 

Novos MEIs por setor: Higiene e beleza lideraram o ranking no 1º sem 2018

 

No acumulado dos seis primeiros meses de 2018, os Serviços de Higiene e Embelezamento Pessoal (8,9%) lideraram o ranking de formalização de microempreendedores individuais por ramo de atividade. Em segundo lugar, aparecem os Serviços de Alimentação, com 8,2%.

 

Na sequência da lista apareceram Reparos e Manutenções de Prédios e Instalações Elétricas (8,1%) e Comércio de Confecções em Geral (7,0%). Confira abaixo o Top 10 dos ramos de atividades que ficaram em destaque entre os MEIs nascidos no país na primeira metade deste ano:

 

Já no primeiro semestre de 2015, o ramo de atividade líder era de Reparo e Manutenção de Prédios e Instalações Elétricas (9,9%). Em segundo lugar, aparecem os Serviços de Higiene e Embelezamento Pessoal, com 9,7%. Confira abaixo o Top 10 dos ramos de atividades que ficaram em destaque entre os MEIs nascidos no país na primeira metade de 2015:

Novos MEIs por região: Sul lidera crescimento no 1º semestre de 2018

No levantamento por regiões, apesar de o Sudeste ter mais da metade de participação no primeiro semestre de 2018 (53,0%), o Sul liderou o crescimento (18,3%) de novos MEIs na comparação com o mesmo período de 2017. O Sudeste aparece em segundo lugar, com alta de 16%, assim como o Nordeste, que subiu 12,5%. O Norte foi a única região a demonstrar decréscimo (-1,1%).

Confira abaixo o desempenho por região desde 2015:

Novos MEIs por estados: DF lidera alta no 1º semestre de 2018

Distrito Federal (23,0%), Paraná (19,8%) e São Paulo (18,7%) apresentaram, no primeiro semestre de 2018, as maiores altas na formalização de microempreendedores individuais, frente ao mesmo período de 2017. No outro extremo, registraram quedas o Amapá (-13,2%), Pará (-4,1%), Tocantins (-2,6%) e Mato Gosso (-0,5%). Confira a tabela completa com a participação e desempenho dos estados: 

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos