Mundo

Sobe para três o número de mortos após ataque a tiros em Toronto

Agência EFE

 

A polícia de Toronto elevou nesta segunda-feira para três o número de mortos em um ataque a tiros ocorrido na noite de domingo na maior cidade do Canadá, quando um indivíduo disparou de forma indiscriminada contra diversas pessoas.

 

Além disso, o ataque deixou 12 pessoas feridas, acrescentaram os investigadores.

 

A polícia de Toronto disse que uma das pessoas feridas no tiroteio morreu hoje devido à gravidade das lesões e que o autor do ataque, que também morreu no incidente, é um indivíduo de 29 anos de idade.

 

As autoridades não identificaram nem as vítimas e nem o suposto autor do tiroteio, embora seja claro que uma das pessoas mortas é uma mulher e que entre os feridos mais graves havia uma menina de oito ou nove anos.

 

O chefe da polícia de Toronto, Mark Saunders, pediu ajuda ao público na investigação das possíveis razões do ataque.

 

Em mensagem no Twitter, o primeiro-ministro canadense, Justin Trudeau, expressou suas condolências a "todos os afetados pela terrível tragédia" ocorrida em Toronto.

 

"A população de Toronto é forte, resiliente e valente e a apoiaremos neste difícil momento", acrescentou Trudeau.

 

Por sua vez, o prefeito de Toronto, John Tory, criticou hoje que as leis do país permitam que uma mesma pessoa compre um número ilimitado de armas.

 

O tiroteio começou por volta das 22h local de domingo (23h, em Brasília de segunda-feira) quando um indivíduo começou a disparar na avenida Danforth de Toronto, no chamado "bairro grego" da cidade e um lugar repleto de restaurantes e terraços.

 

Segundo as testemunhas, o indivíduo disparou de forma indiscriminada contra os transeuntes com uma pistola causando imediatamente a morte de uma pessoa. Ainda ontem, vários feridos foram internados em estado muito grave.

 

As imagens captadas por uma pessoa com o celular e emitidas pelas televisões locais mostram um indivíduo caminhando pela avenida Danforth com a cabeça coberta com um gorro de beisebol e uma bolsa no ombro.

 

Ao chegar a um local, se vira e começa a disparar com uma pistola em sua mão direita.

 

Uma testemunha afirmou ter ouvido "pelo menos 30 disparos" antes de o autor ser interceptado pela polícia.

 

O suposto autor dos disparos foi localizado em uma rua próxima à avenida Danforth e ainda tentou enfrentar os agentes da polícia.

 

O indivíduo foi localizado morto pouco depois. A polícia ainda não esclareceu se o agressorm morreu em consequência de disparos dos agentes ou se comenteu suicídio.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos