Moda

Veja 7 dicas de como cuidar dos dentes de leite

 

Em primeiro lugar: bons exemplos

Ensinar bons hábitos às crianças é o passo mais importante para ter uma boa saúde bucal. Isto porque, durante a infância, as crianças aprendem mais facilmente boas práticas. Neste caso, a principal missão é reforçar o uso do fio dental e escovar os dentes pelo menos três vezes ao dia. Para isso, é importante que os responsáveis acompanhem as crianças na escovação principalmente durante à noite, para checar que a limpeza esteja bem feita.

Conheça os produtos ideais para as crianças

A escolha da escova de dentes e do creme dental ideal vai influenciar na saúde bucal da criança. De acordo com a odontopediatra Dra. Angélica Maria Fritscher, a criança pode utilizar qualquer creme dental vendido no mercado desde que a escovação seja acompanhada por um adulto. A quantidade ideal de creme dental para crianças de até 5 anos é do tamanho de um grão de arroz. Para as crianças maiores, é indicada a medida que corresponde o tamanho de uma ervilha.

Bebês podem ter cárie, sim

Os dentes de leite tem uma estrutura um pouco diferente em relação aos dentes permanentes. Mas isto não muda a forma como a cárie vai evoluir. Assim como os adultos, os bebês podem sentir dor, destaca a Dra. Angélica Maria Fritscher. Depois de identificada a cárie é importante que o responsável procure um odontopediatra. A perda de qualquer dente de leite devido ao estágio avançado por cárie vai ser prejudicial na formação da dentição permanente da criança.

 

Chupetas e mamadeiras podem ser vilões da saúde bucal

Deixar que a criança durma com uma mamadeira pode vir a ser a principal causa de uma cárie. Isto porque, durante o sono do bebê, os líquidos que contêm açúcar permanecem em volta dos dentes. Este problema também pode ocorrer durante a amamentação com leite materno que também contém lactose, o açúcar natural do leite. Para evitar a cárie, habitue a criança a não adormecer com mamadeira contendo nenhum líquido com açúcar. Neste caso você pode substituir o leite por água. E limpe a gengiva e os dentes da criança depois de qualquer alimentação com um pequeno pano úmido e macio. Diferente da mamadeira, a chupeta não apresenta risco para cárie se for bem higienizada ao entrar em contato com comidas doces. No entanto, ela é a principal causa na deformação dos dentes.

 

A primeira ida ao dentista

O bebê deve fazer uma consulta ao odontopediatra antes mesmo de os dentinhos nascerem, o que acontece por volta dos seis meses de idade. Isto porque é possível prever uma cárie dentária, por exemplo, analisando a educação alimentar da criança. Para a Dra. Angélica, o equilíbrio entre a alimentação correta e a consulta ao especialista, reduz as chances da criança ter cáries.

Em quais casos o fio dental é necessário

Nem todas as crianças precisam usar fio dental. Quando a criança tem um bom espaçamento entre os dentes, a escova dental dá conta de toda a limpeza. Em casos de dentes muito próximos, é recomendado o uso do fio dental para evitar que restos de alimentos fiquem localizados naquela área. O manuseio do fio dental também deve ser monitorado pelos responsáveis para a certificação do uso correto.

 

A falta de escovação pode causar o sangramento da gengiva

A falta de higiene ou a prática mal realizada pode influenciar também na gengiva dos bebês e crianças. Se a criança ficar cerca de dois dias sem escovar os dentes é normal que ocorra o sangramento da gengiva. A recuperação da gengiva ocorre de forma natural após a retomada da escovação.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos