Cidade

Serasa São Carlos é a primeira a conquistar selo ambiental por construção sustentável

Reconhecimento internacional foi concedido à unidade de São Carlos, inaugurada em 2017 com conceitos de ecoeficiência. É a primeira empresa na cidade certificada pelo selo ambiental.

 

A Serasa Experian, líder na América Latina em serviços de informações, recebeu em junho de 2018 a certificação LEED-CI (Commercial Interiors), nível Silver, selo ambiental de maior reconhecimento internacional para construções sustentáveis. O LEED foi concedido à unidade da empresa em São Carlos, inaugurada em 2017 com conceitos de ecoeficiência, arquitetura moderna, infraestrutura e tecnologia de ponta. A Serasa Experian se tornou a primeira empresa na cidade certificada pelo LEED.

 

O LEED (Leadership in Energy and Environmental Design), criado pelo United States Green Building Council (USGBC) como uma forma de estabelecer estratégias e padrões para a criação de edifícios sustentáveis, certifica projetos considerando dimensões conectadas com a redução de impactos econômico, social e ambiental.

 

Para a Serasa Experian, ser sustentável significa desempenhar suas atividades, contribuindo com o progresso econômico e social das comunidades onde tem presente sua operação. “A companhia sempre se preocupou em minimizar os impactos socioambientais, investindo em ações que buscam, inclusive, promover esse olhar consciente. O reconhecimento da certificação LEED é a garantia do nosso compromisso com um mundo mais sustentável”, diz a gerente de Sustentabilidade Corporativa da Serasa Experian, Andréa Regina.

 

Com investimento focado na eficiência energética – luminárias com lâmpadas de baixo consumo, aproveitamento da iluminação natural nas áreas de trabalho, ar condicionado de alta eficiência, sensores de presença, entre outros – a unidade da Serasa Experian em São Carlos reduziu a potência de iluminação conectada em 29,15%. Outra preocupação da companhia é com o uso racional da água, por isso, instalou dispositivos em válvulas e metais para limitar a vazão da água e reutiliza água da chuva para irrigação de jardins. Neste sentido, a redução no uso de água potável foi de 39,73%.

 

Além disso, 36,8% do valor total dos materiais utilizados na construção foram comprados de fornecedores da região para evitar gás carbônico durante o transporte, com priorização para produtos nacionais. A unidade da empresa também tem processos para reciclagem de lixo, bicicletário para incentivar a redução do uso de combustíveis, vagas preferenciais para “carona solidária” entre os funcionários, localização próxima a transporte público, entre outros.

 

Assim como a unidade “Quinimuras”, localizada na Zona Centro-Sul de São Paulo, que foi considerada em 2002 o primeiro prédio sustentável do país e o primeiro a ter a certificação NBR 9050:94 – pelo moderno sistema de acesso a portadores de todos os tipos de deficiência –, o edifício de São Carlos também é uma construção inclusiva, com todos os locais 100% adaptados às pessoas com deficiência.

 

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Ganhadores do Oscar nas principais categorias