Política

Processo com denúncias contra Guerreiro some da Câmara e Paraná pede sindicância

Guerreiro esnobando Paraná Filho na sessão desta terça-feira (26) na Câmara. O sinal que o vereador faz com a mão é para provocar que seu adversário político é pequeno em estatura e na política. (Foto: Abner Amiel/Folha São Carlos e Região).

 

 

Folha SCR

 

O vereador Paraná Filho (PSB) pediu na sessão desta terça-feira (26) abertura de uma sindicância para apurar o extravio de um dos processos que apresentam denúncias contra o vereador Leandro Guerreiro (PSB). Guerreiro é alvo de três processos na Câmara Municipal. O presidente da Câmara, Júlio Cesar, sinalizou que se serviores não encontrarem o ofídio vai aprovar a abertura da sindicância.

 

 

O primeiro processo contra Guerreiro foi protocolado pelo Sindicato dos Servidores Públicos e Autárquicos Municipais de São Carlos (SINDSPAM), que acusou leandro de incitar ódio contra os servidores públicos nas redes sociais e na tribuna da Câmara. O segundo foi registrado por um guarda municipal, quando Leandro recolheu lixo e, em sinal de protesto, jogou mato cortado na frente da Prefeitura. Na ocasião o guarda tentou interferir e disse que foi agredido verbalmente pelo parlamentar. 

 

O requerimento de Paraná Filho foi protocolado no dia 5 de junho e cita que o processo interno movido contra Guerreiro trata de práticas de atos contrários ao decoro parlamentar e conduta atentatória ou incompatível com o decoro parlamentar ao proferir ofensas e acusações infundadas. Leandro Guerreiro acusou Paraná de sujo, covarde, corrupto e de bandido que integra a quadrilha do prefeito.

 

“A Câmara Municipal de São Carlos virou uma vergonha, uma piada. As pessoas esperando uma resposta dessa casa com relação aos casos ocorridos em face desse vereador [Leandro Guerreiro] e simplesmente desapareceram com um processo. Como pode um processo que tramita numa casa de lei desaparecer misteriosamente.Estamos procurando há dias e ninguém viu. É justamente por isso que pedi sindicância interna para apurar quem deu causa ao desaparecimento e por qual razão. Não quero acreditar que tem alguém querendo encobrir o casso nessa casa”, disse ontem Paraná Filho.

 

O ofício foi protocolado no 5 de junho no setor de protocolos da Câmara. Os servidores do setor colocam a capa e remete ao presidente da Câmara, vereador Júlio Cesar. Na sequência o presidente envia para a Comissão responsável pelo tema. Paraná Filho disse o processo chegou na mesa do vereador Júlio Cesar e depois desapareceu.

 

“Ele [Paraná Filho] enviou o ofício para presidência e como todos eu despacho para as comissões responsáveis. Os servidores estão procurando, deve estar em algum canto. Não acredito que alguém faria alguma coisa, pois tem vários processos movidos contra o Leandro, e nunca aconteceu isso na minha gestão”, disse o presidente do Legislativo, vereador Júlio Cesar. Se não encontrar Júlio sinalizou aprovar a abertura da sindicância.

 

 

Na última segunda-feira a Comissão de Ética e Decoro , formada pelos vereadores Marquinho Amaral (presidente), Paraná Filho e Cindinha do Oncológico, se reuniu para analisar os processos.  Marquinho disse que se não encontrar pode manchar a imagem do legislativo.

 

“É muito estranho e lamentável que o processo suma  numa Câmara com servidores concursados e competentes. Vamos até a última consequência  para recuperar. Se não parecer vai manchar a imagem da Câmara", ressaltou Marquinho.

 

Leandro  Guerreiro recebeu nesta terça-feira  uma notificação dando o prazo de até cinco sessões para se defender por escrito das denúncias movidas contra ele. O vereador minimizou as denúncias e disse que a notificação é influenciada por ciúmes.

 

“Em relação a notificação da Comissão de Ética e Decoro é só respondê-la. Isso vem do covarde do vereador Paranazinho, que está na comissão. O cara tem medo, ele vê que eu apareço mais com criatividade e carinho da população e fica criando essas coisas. Mostra que ele está incomodado com meu destaque, é um vereador fraco e covarde e fica criando casos para tirar o foco dessas acusações que tenho feito contra ele na sessão. Minha postura  daqui pra frente vai ser a mesma, o pau vai torar na cabeça desse vereador".

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Ganhadores do Oscar nas principais categorias