Nacional

Pedágios de São Paulo ficarão mais caros a partir de domingo

 

 

Os pedágios das rodovias do Estado de São Paulo ficarão mais caros a partir deste domingo (1º). O índice médio do reajustes será de 2,85%, índice relativo ao IPCA (Índice de Preços ao Consumidor Amplo) acumulado entre junho do ano passado e maio deste ano.

O aumento foi autorizado pela Artesp (Agência de Transporte de São Paulo) e publicado no Diário Oficial do Estado desta terça-feira (26).

Desde 1998, início das concessões em São Paulo, o reajuste é aplicado todo dia 1º de julho, data estipulada nos contratos de 19 concessionárias de rodovias paulistas.

Porém, o reajuste não vai valer para as duas concessões mais recentes, de quatro praças de pedágio da região de Ribeirão Preto, que passaram a ser administradas pela Entrevias, e de 10 rodovias no eixo entre as cidades de Itaporanga e Franca, administrada pela ViaPaulista. Nos dois casos, o aumento será aplicado nas datas de aniversário dos contratos.

A maior tarifa do estado será a cobrada no SAI (Sistema Anchieta-Imigrantes). O pedágio nas rodovias passará de R$ 25,60 para R$ 26,20. 

ABC

De acordo com a agência, em razão dos arredondamentos, quatro praças de pedágio do ABC não terão o valor repassado aos usuários. 

Os trechos Leste e Oeste do Rodoanel Mário Covas (SP 021) continuarão com as tarifas em R$ 2,50 e R$ 3,30. Já nas saídas da rodovia dos Imigrantes para o centro de Diadema e para o bairro Eldorado continuarão a cobrança de R$ 1,80 e R$ 3,60, respectivamente.

No acesso ao bairro Batistini, em São Bernardo, o valor cobrado passará de R$ 5,80 para R$ 6.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Cirurgia será transmitida em tempo real, via internet, do Centro Cirúrgico da Santa Casa

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos