Educação

Pesquisador inglês da palestra sobre mídia digital como ferramenta terapêutica para idosos

Atividade acontece na UFSCar no próximo dia 12

 

No dia 12 de abril, próxima quinta-feira, a Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) sediará a palestra "Da tecnologia assistiva à mídia assistiva: a mídia digital pode ser terapêutica?". O tema será apresentado por David Frohlich, diretor do Digital World Research Centre da Universidade de Surrey, no Reino Unido. A atividade integra projeto realizado em parceria entre a universidade britânica, a UFSCar e a Universidade de São Paulo (USP). O evento é gratuito e as inscrições já estão abertas.
A palestra abordará o uso da mídia digital para benefícios terapêuticos para pessoas idosas. Como base nos projetos realizados no Digital World Research Centre, Frohlich mostrará como a mídia audiovisual pode estimular a reflexão, como gravações sonoras podem acionar memórias, como histórias digitais podem enriquecer a comunicação com portadores de demência e de que forma a troca de mídia pode aliviar o isolamento social desse público.
O evento é gratuito, aberto a todas as pessoas interessadas e será realizado das 12h30 às 13h30, no Auditório da Unidade Saúde Escola (USE), na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar. Após a palestra, das 13h30 às 14 horas, o palestrante conversará com as pessoas interessadas em parcerias para projetos e intercâmbios. O evento será apresentado em Inglês e haverá tradução simultânea. As inscrições podem ser feitas no link http://bit.ly/2uN9d7p. 

Parceria Reino Unido-Brasil
A visita de Frohlich ao Brasil integra ações de parceria já estabelecida entre a UFSCar e instituição inglesa, que teve início no ano passado, durante o pós-doutorado de Paula Costa Castro, docente do Departamento de Gerontologia da UFSCar, realizado na Universidade de Surrey, com projeto financiado pela Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp). O projeto "Mídias de tecnologia assistiva para a saúde e bem-estar: aplicações digitais desenvolvidas com idosos" trabalhou com lacunas da literatura e da indústria relacionadas ao design interativo de aplicações em dispositivos táteis para usuários de diferentes idades, incluindo maiores de 60 anos. A ideia era embasar o desenvolvimento de ferramentas para aplicação no cuidado à saúde a distância em mídias digitais. 
Após o retorno de Castro ao Brasil, um projeto de cooperação, também financiado pela Fapesp, foi aprovado para dar continuidade aos estudos iniciados na universidade inglesa. A parceria consiste em uma atividade de pesquisa colaborativa e de rede entre a Universidade de Surrey, UFSCar e USP, e tenta preencher uma lacuna na pesquisa e no desenvolvimento de aplicações de dispositivos móveis para usuários idosos, incluindo ferramentas para vida assistida, acompanhamento, cuidados de e-saúde e bem-estar. "Em particular, o projeto aborda a área a partir de uma perspectiva de recursos de mídia assistiva, combinando conhecimentos de várias áreas de investigação nas três universidades, explorando o uso de conteúdo de mídia digital para monitoramento remoto, comunicação e aconselhamento no envelhecimento da população", conta Paula Castro. 
As equipes da UFSCar e da USP complementam a pesquisa em Surrey em termos de especialização em Ciência da Computação, Gerontologia e bem-estar, e a equipe da instituição inglesa tem expertise em Saúde, narração digital e design de interação. Para a professora da UFSCar, a pesquisa é importante para três das principais áreas de atuação do ponto de vista da tecnologia na Gerontologia: a comunicação entre idoso, cuidadores e familiares; análise dos dados coletados a partir de dispositivos tecnológicos; e o design interativo para o uso da tecnologia pelo idoso.

 

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Ganhadores do Oscar nas principais categorias