Polícia

“Acabaram com o sonho do meu filho. Ele queria ser policial”, diz pai de Alifer

Família de Alifer abraçada e o pai na linha de frente na manifestação de domingo.  (Foto: Abner Amiel). 

Folha SCR

 

Família e amigos de Alifer Gabriel Bassani da Silva, de 18 anos, mobilizaram no último domingo passeata com manifestação para protestar contra Santa Casa. Com camisetas personalizadas com a imagem de Alifer, cartazes e coro pedindo justiça, aproximadamente 120 pessoas marcharam do Mercado Municipal até a Santa Casa.

O jovem morreu no dia 12 de fevereiro na Santa Casa, depois de ser vítima de um acidente, no dia 28 de janeiro, em um cruzamento do bairro Antenor Garcia. Ele estava conduzindo uma bicicleta e foi atropelado por um carro Astra que dirigia na contramão. 

Os pais de Alifer, o metalúrgico Marcial Bassan da Silva, 40 anos, e a dona de casa Eliana Aparecida de Oliveira da Silva, 40 anos, acusaram a Santa Casa de negligência médica.

Depois do acidente, Alifer foi internado foi submetido a uma cirurgia na coluna e recebeu alta na Santa Casa depois de cinco dias com dores. Em casa com dores em várias regiões  do corpo, Alifer começou a ter problemas de memória, desconhecendo pessoas próximas.  Depois de dois dias retornou para a Santa Casa e morreu. A Santa Casa informou na ocasião que o jovem tinha sofrido um infarto.

A mãe inconformada pediu autopsia e o resultado demonstrou que ele estava com fraturas no crânio, clavícula e no braço.

“Negligência médica. É humilhante o que tivemos que passar. Meus filho recebeu alta com crânio, clavícula e braço quebrados”, disse a mãe. "Eu quero Justiça".

“Roubaram o sonho do meu filho, ele queria ser policial. Ele estava correndo atrás da matrícula”, declarou o pai. "Os médicos mataram meu filho".

 

O pai disse que o autor do acidente assumiu, mas está solto. A família tem advogado e vai pedir a prisão do motorista, que mora no mesmo bairro da família e fugiu do local do acidente sem prestar socorro.

 

 "Está sendo dificíl para nós. Existe um vazio dentro de nossa casa. Todos os dias é como nós esperássemos ele chegar. Eu não tenho inimigo, mas se tivesse eu não desejaria essa dor que estou sentindo", concluiu  mãe.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Ganhadores do Oscar nas principais categorias