Cultura

São-carlense Daniela Caburro é tema de vídeo-documentário de alunos da Uniara

São-carlense Daniela Caburro é tema de vídeo documentário de alunos de jornalismo da Uniara

Redação Folha SCR.

 

A vida da são-carlense e artista plástica Daniela Caburro será tema de um vídeo-documentário que será apresentando na próxima segunda-feira (4), a partir das 19h, no Salão Nobre da Universidade de Araraquara (Uniara).  Caburro é uma artista plástica que aos oito meses de vida adquiriu a poliomielite e ficou tetraplégica e desde então buscou realizar seus sonhos e encontrou através da arte.

 

Os alunos de jornalismo Alexandre dos Santos, Fernanda Camargo, Tarciso Amorim, Victória Xavier e Vitor Gimenes vão apresentar Vídeo-documentário: “Cores e Sorrisos: A História de Daniela Caburro” à universidade para defender o Trabalho de Conclusão de Curso (TCC).

 

Os alunos produziram o vídeo ao logo deste ano e dividiram a vida de Caburro em seis tópicos, com relatos de familiares e amigos. O primeiro episódio trata do nascimento e doença, no qual eles explicam o surgimento da doença, conhecimento e tratamento da enfermidade na época e a reação da família. No segundo tópico os alunos buscaram debruçar sobre a infância, escola,  alfabetização, interação Danieli Caburro com outras crianças.

Na sequência relatam sobre a morte do pai, que era a principal fonte de renda da família, as dificuldades economicas enfrentadas pela  família. Em seguida abordam o grande sonho Caburro que é a pintura, as amizades feitas no ateliê da Mara Toledo, exposições, vendas de quadros, como eram as dificuldades para pintar, uma vez que o pincel machucava o céu da boca, como foi projetado o aparelho que hoje ela usa pra pintar. 

Por fim, fecharam o documentário com a inserção dela na Associação dos Pintores com a Boca e os Pés (APBP), no qual tem sede na Suíça e paga um valor para Caburro pintar, o que mantém a família hoje em dia, além das vendas particulares que ela faz dos quadros.

 

O estudante de jornalismo Vitor Gimenes disse que o grupo espera poder divulgar a outras cidades a história da artista plástico. 

“É uma honra enorme falar dela, porque quando fiquei sabendo da história de vida da Dani, eu não achei que seria possível uma pessoa ser assim, tetraplégica e pintar quadros com a boca. Isso é fantástico e temos esse talento bem aqui, em nossa cidade. A técnica, habilidade dela é incomparável, pois a forma com que ela se expressa nos quadros, passando alegria, esperança é sensacional. Nós do grupo sentimos que o dever foi cumprido, pois a história dela não vai se limitar a São Carlos, vamos levar esse trabalho adiante e isso serve como lição de vida para todos nós”.

O estudante ressaltou ainda conhecer a vida de Daniela Caburro trouxe lição de vida para os integrantes do grupo.

“A Dani é fantástica, alegre, sorridente, feliz. Sabe o que aprendi, de verdade? A ser feliz, a ver o lado bom nas coisas, ser mais positivo. A Dani teve a doença, a perda do pai, ela teve todos os argumentos para desistir da vida. Ela simplesmente não virou as costas, ela seguiu em busca dos seus sonhos, e conseguiu. Quem vê a Dani hoje não imagina que ela passou por tanto sofrimento, só de olhar pra ela o ânimo aumenta, a alegria contagia”.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

2

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

3

Ganhadores do Oscar nas principais categorias

4

Projeto Empreender realiza I Mega Bazar Itinerante

5

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira