Cultura

UFSCar apresenta instalação artística sobre transfiguração fotográfica

Obra tira o espectador de uma posição contemplativa e o convida à participação ativa; visita à instalação é gratuita e pode ser feita até 30/11

 

Até o dia 30 de novembro, a Biblioteca Comunitária (BCo) da Universidade Federal de São Carlos (UFSCar) recebe a instalação artística "F0T0-GR4F14 #3.0 - Transfiguração fotográfica", que apresenta fotos da Universidade mas que, diferentes de mostras tradicionais, convida o espectador a interagir com as obras. A instalação interativa foi desenvolvida a partir de processamento em Arduino, com o objetivo de tirar o visitante de uma posição contemplativa, chamando-o à participação: dependendo do modo como caminha pelo espaço, o visitante terá uma percepção diferente das fotografias expostas, que se tornam mais ou menos nítidas conforme a pessoa se afasta ou se aproxima das imagens.
Segundo Matheus Mazini Ramos, programador visual da Coordenadoria de Comunicação Social (CCS) da UFSCar e coordenador do projeto, a fotografia comumente nos remete à memória e, por isso, sua obra suscita os seguintes questionamentos: "Na intersecção entre fotografia e tecnologia, de que modo a memória pode ser percebida e investigada? Como esses elementos podem interagir poeticamente?". O intuito é estimular reflexões entre os espectadores para entenderem a fotografia como parte de um sistema aberto e capaz de reagir às variações que ocorrem em seu ambiente, retendo fluxo de informações trazidos a partir de uma memória.
A obra enfatiza o fato de a fotografia ter passado por diversas etapas ao longo do tempo - analógica, digital e a que Ramos chama, hoje, de 3.0. "Atualmente, a tecnologia e os meios digitais permitiram uma expansão dos recursos de manipulação, processamento e distribuição de imagens fotográficas. Somos tomados por uma vertigem, onde tudo que uma vez se fotografou está agora à disposição e essa montanha de imagens se acumula, infinitamente, sob os nossos pés. É esse sentido que a obra perpassa por conceitos que envolvem, antagonicamente, a solidificação ou a dissipação da memória", explica Ramos.
A mostra é gratuita e pode ser visitada no Saguão da BCo, localizada na área Norte do Campus São Carlos da UFSCar.

Sobre o projeto
A instalação artística "F0T0-GR4F14 #3.0 - Transfiguração fotográfica" foi contemplada pelo edital da Pró-Reitoria de Extensão (ProEx) da UFSCar para realização de atividades artístico-culturais na Universidade em 2017 e se configura também como projeto de pós-doutorado de Ramos no Programa de Pós-Graduação em Imagem e Som (PPGIS), por meio do Grupo de Estudos sobre Mídias Interativas em Imagem e Som (GEMInIS), coordenado pelo professor João Carlos Massarolo, do Departamento de Artes e Comunicação (DAC). A obra tem coautoria de Letícia Longo e Dhiogo Henrique, estudantes da UFSCar, e conta com o apoio institucional da BCo e da CCS da Universidade. Mais informações podem ser obtidas pelo e-mail mmazini@gmail.com.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

2

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

3

Ganhadores do Oscar nas principais categorias

4

Projeto Empreender realiza I Mega Bazar Itinerante

5

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira