Automóveis

Chevrolet Equinox 2018: Impressões ao dirigir

Notícias Automotivas

Em sua terceira geração, o Chevrolet Equinox 2018 ao mercado brasileiro em versão única, a Premier, com preço sugerido de R$ 149.900. O SUV importado do México, onde é feita em duas plantas, desembarca com uma proposta premium dentro da gama de produtos da GM e com pacote de equipamentos bem recheado, oferecendo também vários itens de conforto, conectividade, segurança e, especialmente, performance.

A aposta da GM é num segmento que cresceu 17,4% em 2017 e quer assim emplacar 700 unidades por mês do Chevrolet Equinox 2018. O utilitário esportivo chega em uma faixa de preço bem concorrida, tendo aí, por exemplo, Peugeot 3008, Honda CR-V, Toyota RAV4, Hyundai Tucson Turbo, Kia Sportage, Volkswagen Tiguan, Audi Q3, Mercedes GLA, BMW X1 e Jeep Compass, entre outros. Para fazer a diferença, o SUV propõe oferecer mais por um preço competitivo.

Com 4,65 m de comprimento, 1,84 m de largura, 1,66 m de altura e 2,72 m de entre-eixos, o Chevrolet Equinox 2018 tem a plataforma D2XX, a mesma do Cruze, apresentando também  alguma semelhança em estética com o sedã médio da GM, feito na Argentina, mas portando uma herança visual da geração anterior, as colunas C bem inclinadas e os vidros laterais unidos com a tampa do porta-malas. Seu visual é bem fluído e equilibrado, dando ao SUV uma aparência atraente.

chevrolet-equinox-2018-impressões-NA-69 Chevrolet Equinox 2018: Impressões ao dirigir

Na frente, faróis full LED adaptativos se juntam à grade dupla devidamente cromada, assim como para-choque de linhas suaves e faróis de neblina com repetidores de direção no mesmo corpo. Ainda na frente, parcialmente ocultada pelos cromados, fica a grade ativa do Chevrolet Equinox 2018, que atua da mesma forma que na Chevrolet Spin 2018, abrindo totalmente em baixa velocidade e fechando suas aletas em alta.

As rodas de liga leve aro 19 polegadas tem bom aspecto, enquanto o nome Equinox chama atenção nas portas dianteiras, lisas. Os retrovisores possuem repetidores de direção e rebatimento elétrico, além de luz de alerta de tráfego lateral. As maçanetas das portas são vistosas, pois são parcialmente cromadas e deixam a cor do carro em primeiro plano. No teto, barras cromadas, teto solar panorâmico e antena barbatana. Na traseira, lanternas duplas com assinatura em LED e para-choque com duas saídas de escape cromadas chamam atenção.

Por dentro, o ambiente do Chevrolet Equinox 2018 apresenta materiais plásticos duros no painel, embora a parte central tenha revestimento em couro costurado e material soft. O mesmo é visto nas portas, mas liso. Ambos são em tonalidade cinza, a mesma da parte central dos assentos em couro. O restante é preto. O habitáculo é bem amplo e confortável, apresentando iluminação por LED e um grande teto solar panorâmico. O painel é semelhante ao do Cruze com computador de bordo bem completo. O ar-condicionado é dual zone.

chevrolet-equinox-2018-impressões-NA-64 Chevrolet Equinox 2018: Impressões ao dirigir

Já a multimídia MyLink 2 tem tela de 8 polegadas e vem com navegador, Car Play, OnStar e Android Auto, este último com Google Maps, Waze e agora Whatsapp. O banco do motorista tem ajustes elétricos e duas memórias, além de função de acesso fácil, com retração do banco para facilitar entrada e saída. Na porta do condutor há também comando para abrir e fechar a tampa traseira totalmente ou em 3/4, evitando bater no teto do estacionamento, por exemplo. A tampa traseira ainda é abertura com o passar do pé sob o para-choque.

Para quem vai atrás, bom espaço para as pernas com direito a piso plano e encostos reclináveis, além de difusores de ar e duas entradas USB (há mais duas no console central junto ao carregador indutivo para smarphones. O sistema de som é da Bose e tem 10 alto-falantes. O bagageiro tem 468 litros e 79 deles ficam num compartimento sob o assoalho. O banco bipartido pode ser rebatido por duas alavancas na lateral do porta-malas. Nesse caso, o volume sobe para 930 litros.

chevrolet-equinox-2018-impressões-NA-10 Chevrolet Equinox 2018: Impressões ao dirigir

Impressões ao dirigir

O Chevrolet Equinox 2018 vem com uma proposta de desempenho para superar os concorrentes. O SUV chega em sua versão mais poderosa, equipada com motor 2.0 Ecotec Turbo SIDI a gasolina com 262 cv e 37 kgfm, junto com uma caixa automática de nove marchas com a função clutch-to-clutch, que permite engatar uma marcha acima ao mesmo tempo em que desacopla a anterior. O conjunto realmente surpreendeu em performance.

Pesando 1.693 kg, o Chevrolet Equinox 2018 arranca com vigor ao ser exigido, facilmente destracionando as rodas dianteiras, fazendo uma rápida escala de rotação até a casa dos 5.000 rpm. A força do motor e o escalonamento das marchas se encontram perfeitamente e a impressão é a de que ele possui um V6 a bordo e não um 2.0. Com retomadas igualmente animadoras, o condutor tem total controle com a direção elétrica integrada ao controle de estabilidade, garantindo boa dirigibilidade.

Em curvas, o Chevrolet Equinox 2018 se mantém bem na linha, tendo para isso a ajuda da vetoração de torque. Se o motorista optar por mais controle e desempenho nessa condição, ele ativa o AWD, que distribui bem as forças entre os dois eixos. Os freios são muito espertos nas respostas, permitindo frenagens fortes se necessário. De acordo com a GM, o modelo vai de 0 a 100 km/h em 7,6 segundos e tem máxima limitada em 210 km/h.

chevrolet-equinox-2018-impressões-NA-11 Chevrolet Equinox 2018: Impressões ao dirigir

Rodando a 110 km/h, o ponteiro cai para 1.500 rpm, garantindo economia e conforto, além de ruído mínimo. Aliás, o Chevrolet Equinox 2018 vem com a tecnologia de cancelamento de ruído e também para para-brisa acústico. Mais? A posição de dirigir é agradável e a maioria dos comandos estão à mão. No entanto, observamos o apoio de braço central bem mais elevado que a alavanca de câmbio. Esta, por sinal, tem opções manuais apenas num botão sobre o pomo. Ergonomicamente é muito ruim.

Mas, quando se usa o modo manual, permitido apenas na posição “L” do seletor – estranhamente em outros carros, ela significa uma marcha reduzida para aclives e declives acentuados – o motor 2.0 Turbo fica sob controle do motorista. É totalmente independente da eletrônica, que no máximo faz o giro cortar em 7.000 rpm…

chevrolet-equinox-2018-impressões-NA-73 Chevrolet Equinox 2018: Impressões ao dirigir

Até aí, pode-se fazer qualquer coisa, pois a marcha engatada fica “presa” se não for mudada. Apesar isso, o painel avisa apenas a relação escolhida, pois em velocidade incompatível, a eletrônica assume para evitar danos. No geral, pode-se esquecer desse modo L, pois só no D e sem o S, o Chevrolet Equinox 2018 garante mais que sua proposta. A GM fala em consumo de 8,4 km/l na cidade e 10,1 km/l na estrada. Vamos verificar isso apenas na Avaliação NA. A suspensão tem um bom ajuste entre conforto e firmeza, filtrando bem as irregularidades e garantindo muito conforto, especialmente na estrada.

O SUV conta ainda com uma série de itens de assistência ao condutor, tais como alerta de colisão com aviso luminoso no para-brisa e vibração no assento, assim como no caso do alerta de invasão de faixa com correção da direção. Há também estacionamento automático, frenagem automática de emergência, câmera de ré com aviso de ponto cego, controle de descida, Start&Stop, partida remota na chave, controle de cruzeiro (não adaptativo), entre outros.

chevrolet-equinox-2018-impressões-NA-51 Chevrolet Equinox 2018: Impressões ao dirigir

O Chevrolet Equinox 2018 surpreendeu pela excelente performance para um carro com proposta familiar. Os 262 cv do motor herdado do Chevrolet Camaro 2018 vendido nos EUA, em união com uma transmissão automática de nove marchas rápida e suave nas mudanças, o utilitário esportivo da General Motors será um páreo duro dentro do segmento.

O conjunto estrutural com grande percentual de aços de alta e ultra resistência, dá ao modelo um comportamento muito bom. No caso do conteúdo, trata-se de um dos mais completos, embora com algumas ausências inesperadas, como piloto automático adaptativo e paddle shifts, que permitiram reduções manuais no momento certo, evitando a lenta resposta do comando da alavanca. No mais, agradou.

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Bolsonaro amanhece com batom, maquiagem, brincos e colares em outdoor em São Carlos

2

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira

3

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

4

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

5

Ganhadores do Oscar nas principais categorias