Política

Câmara declara luto e adia sessão por morte do ex-vereador Antonio Florindo Zanette

Câmara declara luto e adia sessão por morte do ex-vereador Antonio Florindo Zanette

 

Em respeito à memória do ex-vereador Antonio Florindo Zanette, falecido na noite desta segunda-feira (9) em São Carlos, o presidente da Câmara Municipal, vereador Julio Cesar (Democratas), baixou portaria declarando luto oficial por três dias na Casa e determinou a suspensão dos trabalhos da sessão plenária que seria realizada na tarde desta terça-feira (10).  A sessão foi transferida para quarta-feira (11) às 15 horas, tendo em vista que a sessão legislativa ocorreria em horário coincidente ao do sepultamento do ex-vereador. O corpo está sendo velado na Loja Maçônica Verdadeira Luz Número 54 (rua da Maçonaria, 54, Vila Nery) e o sepultamento será realizado nesta terça-feira às 16 horas no Cemitério Nossa Senhora do Carmo.

 

Vereador na Legislatura 1997-2000 e membro da Mesa Diretora no biênio 1999-2000, Zanette – que estava com 77 anos - era “Cidadão Honorário de São Carlos” e Industrial do Ano eleito em 2007.

 

Natural de Cordeirópolis (SP), nascido em 1º. de dezembro de 1939, filho de Fioravante Zanette e Ana Macarin, Antonio Florindo casou-se em 1979 com a médica Elvira Amélia de Oliveira Zanette e teve  três filhos: João Paulo, Juliana e Pedro Henrique. Formou-se Bacharel em Economia em 1971 quando participou do projeto Rondon para Nordeste e Amazônia. Quando estudante da Faculdade de Economia São Luiz, na capital paulista, trabalhou no Banco Federal de Crédito (o ITAÚ), na CESP – Centrais Elétricas do Estado de São Paulo –CESP.

 

Após a formatura saiu da CESP e foi morar em Altamira – Estado do Pará, de onde regressou dois anos depois. Apresentado ao estudante de engenharia Paulo Roberto Altomani, pelo professor Levi de Oliveira Bueno da Universidade Federal de São Carlos, após algumas conversas, resolveram abrir uma firma de fundição e peças de balanças, com as máquinas e modelos que pertenciam à extinta fábrica de balanças Globo de propriedade da família. Estava fundada a Altozane, empresa que em 1976 deu origem à Engemasa, com a proposta de produzir fundidos em aços especiais.

 

Antonio Florindo Zanette era reconhecido por sua disposição para o trabalho e por seu idealismo e foi desta forma que ingressou na política. Elegeu-se vereador em 1996 pelo Partido Liberal, tendo exercido o mandato de maneira destacada. De 1º. de janeiro de 1997 a 31 de dezembro de 2000 ocupou o cargo de 2º.Vice Presidente da Mesa Diretora da Câmara Municipal. Posteriormente ao mandato, intermediou a doação de área para a implantação do Campus II da Universidade de São Paulo. O seu empenho junto ao proprietário daquelas terras foi preponderante para que a Universidade viesse a se instalar na área, quando diversos municípios disputavam o empreendimento.

 

Na portaria em que declara luto oficial no Legislativo, o presidente Julio Cesar ressalta o elevado espírito público do ex-vereador, que em sua época era sempre  pontual nos seus compromissos, assíduo às sessões e muito atuante nos debates e no enfrentamento das demandas municipais. “A Câmara Municipal reconhece e rende tributo a um cidadão exemplar na maneira como lutou por seus ideais e soube honrar o exercício da vereança trabalhando durante todo o mandato na defesa da necessidade, então premente, de planejar o crescimento da cidade”, afirmou.

Área de anexos

 

Galeria

Comentários

Publicidades

Mais Vistas

1

Advogado é o primeiro deficiente visual a receber carteira da OAB em São Carlos

2

Novo Golf produzido no México começa a chegar às concessionárias Volkswagen no Brasil

3

Ganhadores do Oscar nas principais categorias

4

Projeto Empreender realiza I Mega Bazar Itinerante

5

Liquidação Fantástica levará milhões de pessoas ao Magazine Luiza nesta sexta-feira